Em Biscoitos decorados, Inspiração e Criatividade

A História dos biscoitos de gengibre

A tradição de fazer casa de biscoito de gengibre gingerbread tornou-se popular na Alemanha no início dos anos 1800.
Por volta de 1812, quando os irmãos Hansel e Gretel publicaram o conto de fadas “João e Maria”. Depois disso, surgiu a ideia de fazer biscoitos de gengibre no formato de casinha. Isso não significa que os biscoitos de gengibre não eram feitos antes. Alguns historiadores dizem que no início do século XI, na época das cruzadas, já se faziam pães de gengibre. Foram os alemães que desenvolveram o biscoito de gengibre e transformaram em arte. Os padeiros da cidade de Lubkuchen ficaram famosos por seus biscoitos com formatos e motivos diferentes e pela delicadeza do sabor. A fabricação do biscoito de gengibre tornou-se uma profissão reconhecida. No século XVII, apenas os padeiros profissionais eram autorizados a assar os biscoitos de gengibre. Exceto no Natal e na Páscoa, outras pessoas também podiam assar.

No século XX

A tradição cruzou o oceano quando imigrantes Alemães foram para Pensilvânia e Maryland onde continuaram com a tradição na América do Norte.

Nos dias de hoje

A tradição continua a se propagar. Existe um grande mercado na Alemanha, de produtos natalinos onde vendem os biscoitos de gengibre decorados antes do Natal.

Em toda a Europa, os biscoitos de gengibre são vendidos em lojas especiais. Existem diversos mercados sazonais que vendem os biscoitos de gengibre em diversos formatos: corações, estrelas, soldados, bebês, cavaleiros, e etc…

Tradição

Fazer casas de gingerbread ainda é uma forma de celebrar o Natal em muitas famílias.

Já há muito tempo temos essa tradição na família. Esses dias, recebi da minha sogra, uma revista americana Good Housekeeping de 1996, com ideias de casinhas de gengibre (foto da capa da revista daquela época). Essa revista traz muitas ideias originais e bem vintage!

Não poderia deixar de ver como estão as ideias atuais, fiz uma pequena busca na mesma revista e para minha surpresa eles publicaram 50 modelos diferentes. Então pode clicar AQUI para conferir.

A tradição é muito antiga, ao longo dos anos as casinhas vão se renovando, a arte de montar vai passando de pais para filhos.

Uma casa de gingerbread não precisa ser uma casa real, pode ser o que a sua imaginação tiver vontade de criar: um castelo, uma cabana, um chalé, ou outros formatos, como carros, animais, flores, objetos feitos com biscoito de gengibre.

Convide as crianças para ajudarem a montar e a decorar, inclua guloseimas, biscoitos e balas para compor a decoração.

Esse chalé fizemos para lhe mostrar como é fácil de fazer.

Você também pode aprender a fazer. No curso prático você vai aprender a fazer a massa do biscoito, assar, montar, decorar.

Cada aluno leva a sua casinha para casa! Ficou com vontade? Faça a sua inscrição clicando AQUI.

A programação completa com todos os cursos está publicada no nosso site, clique AQUI para poder se planejar.

Curta a minha página no Facebook para receber sempre todas as novidades!

Gostou do meu post? Clique no coraçãozinho e Compartilhe!

Deixe seu comentário

Cecilia
Cecilia de la Fuente foi nomeada Chef Pâtissière e cake designer pela Associação Brasileira da Alta Gastronomia. Formada pela FAAP em design gráfico e pós-graduada na ESPM em marketing. Desde criança cozinha para família e amigos como diversão. Em 1996 virou a mesa, transformou o hobby em profissão, deixou a área de marketing para iniciar sua carreira na confeitaria. Sempre com muita vontade de aperfeiçoar, fez curso técnico de confeitaria no SENAI. Sua ousadia em inventar receitas trouxe muitas alegrias e prêmios, o primeiro foi no concurso da Rich’s, da America Latina. Depois disso não parou mais de inventar e nunca parou de estudar. Fez cursos de confeitaria com vários profissionais de renome: François Payard, Pilar Kurdi, Nicholas Lodge, Ana Maria Salinas, Marcela Sanchez, Álvaro Rodrigues, Flávia Millás, Maisie Parrish, Lindy Smith, Debbie Brown, Colette Peters, Rosa Viacava, Kim Morrison, Autumn Carpenter, Heidi Schoentube, Cecilia Morana, Julie Bashore, Flávio Federico, Curso Doçaria Conventual em Porto – Portugal, The Wilton School of Cakes Decorating em Chicago –USA. Desde 2007 ministra aulas de doces. De lá pra cá ministra aulas no próprio atelier e também sempre é convidada para ir em outros centros de culinária no Brasil e no exterior: Centro de Culinária Tia Marlene, Loja Bondinho, Atelier Gourmand, Atelier da Gula no Rio de Janeiro, Loja Maria Chocolate em Belo Horizonte, Cristal Festas em Goiânia, Atelier de Andrea Follador em Curitiba, Stanford e Los Angeles USA. Sua grade de cursos está voltada para sweet finger foods (doces finos de festa, macarons, brigadeiros gourmet, biscoitos decorados). Os docinhos de sua autoria, dados em aula, estão fazendo sucesso nas cozinhas de seus alunos no Brasil e no exterior. O sucesso dos alunos é o seu objetivo!
Posts recomendados

Deixe um comentário

0